domingo

A NOITE DO MEU BEM

 A NOITE DO MEU BEM-RUY CASTRO

      As noites cariocas,segundo o auto sempre foram atraentes mesmo nos tempos coloniais.
Com a chegada da corte portuguesa, as ruas ganharam vida e luz e assim a vida social eclodiu nas ruas e casas noturnas se estab estabeleceram na cidade.


Chegam os cassimos,o teatro,os shows ,as noites criaram vida.
Cantores internacionais e nacionais davam voz as melodias que abafavam os sons da noite.
,
                   Anos mais tarde, os cassinos sinônimo de luxo e riqueza, são fechados mas a cidade já aprendera a se reinventar, aos poucos novas melodias iam nascendo, veio o rádio e com ele cantores e cantoras que brilhavam nos microfones e no coração dos fãs.

O Rio de Janeiro foi tomado pela musica, mudaram-se os costumes, o tom das melodias, a moda, as boates ocuparam as madrugadas, vozes como Araci de Almeida, Angela Maria, Dalva de Oliveira, Maysa.... Cantavam para o coração do seu público.

,
                       Ruy é detalhista, seus personagens estão em nossa memória .
Um livro que me deixou saudosa e feliz, relembrei e conheci fatos, histórias, muitas que ouvi em minha infância. 
                 Para conhecer o Rio da década de 50 e mergulhar na noite da cidade, não tem melhor companhia, venham experimentar esse passeio musical,pela Noite do meu bem
             

RUY CASTRO, escritor, jornalista, autor de várias biografias. e títulos como Chega de Saudade, Metrópole à Beira mar....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é a vida do blog.
se gostou, não deixe de seguir.

As mais visitadas