HISTÓRIA DE ESPERANÇA

Olá pessoal,

Hoje eu vim fazer a vocês um pedido.

                                     Mas primeiro vou contar para vocês uma história.

Era uma vez, duas cadelinhas que durante muitos anos viviam sob a proteção de uma senhora muito bondosa.
Que mesmo com idade avançada, problemas de saúde e para se locomover.
Não deixava que nada faltasse as suas filhotas.

                                                  


A mais nova, que era chamada de Fanky não saia de perto de sua dona, a acompanhando por toda a casa e ficando muito triste quando ela tinha que se ausentar.
Mas voltando a ser feliz, assim que ela retornava a sua casa.
E assim,os anos foram passando.
A mais velha,chamada Raissa,gostava de passear na rua e ficar em seu cantinho, com sua coberta favorita.
A senhora não descuidava delas, sempre se preocupando em vaciná-las e levava mesmo com dificuldade,ao veterinário com frequência,para que tivesse certeza de que estava saudáveis.
                                                               




Um dia, como sempre fazia, sua dona saiu.Mas esse dia foi diferente.
O tempo foi passando, a noite chegou e ela não voltou.
Os dias iam passando e Funk sem entender porque a casa agora estava silenciosa e escura.
De repente,ouviu barulhos e foi correndo receber quem chegava mas não era sua dona,
ela até conhecia as pessoas,eram da família, mas apenas colocaram mais comida e água,e como chegaram...partiram.
Os dias tornaram-se semanas e ela apenas observava, as pessoas vinham e trocavam a comida mas sua amada dona, que havia falecido,não retornou.
Funk e Rayssa não sabem mas a senhora tão querida, não voltará mais e elas agora esperam que outra pesso, lhes dê um lar para que seus corações já cansados,possam voltar a compartilhar o carinho, que um dia receberam de sua dona.

É amigos,eu sei é uma historia muito triste mas é a realidade de muitos cães órfãos da pandemia.
Peço que ajudem a divulgar e transformar essa história,numa história de esperança;Posso contar com vocês?
Essas duas lindinhas estão a espera  de que alguém que as adote,porque elas não sabem, mas em breve serão despejadas.
Meu pedido amigos,é que divulguem em suas redes para que alguém possa ajudar .

Elas estão em Belford Roxo,RJ podem ser adotadas separadas. Cliquem AQUI para divulgar.

Eles merecem uma chance.

Comentários

  1. É uma história triste, os animais se apegam muito ao dono, e eles sentem falta quando não ver mais o dono, ficam triste, espero que essa história tenha um final feliz pra elas, que possam achar um novo lar, bjs.

    ResponderExcluir
  2. Olá Tania!
    Uma historia linda e triste, onde o abandono é percebido e hoje está acontecendo muito isso a falta de amor, de carinho , de compreensão, e os animais não tem culpa e não acredito que pegue covid19 nas pessoas, o ser humano está muito ignorante e faltando amor no coração.. adorei a resenha.. bjs e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nesse caso amiga,a dona faleceu de covid19,é muito triste mesmo.

      Excluir
  3. Ah, que lindo! Tenho muito amor pelos cães, já tive vários. Parei de criar porque sofro muito quando morrer, sempre. Cansado de sofrer essa dor, hoj eu só apoio iniciativas como essa e ajudo quando posso ajudar! Parabéns pelo post e pela iniciativa.

    ResponderExcluir
  4. Querida tenho certeza que alguém vai adotar as duas, sabe se eu não tivesse dois cachorros uma cadela muito idosa e um cachorro de 1 ano, você em imagina eles só dorme quando eu levo eles para a camas deles, eles são meus amores, não são de raças mas amo eles muito e tenho certeza do amor deles por mim Deus vai tocar no coração de uma pessoa abençoada, eu creio, parabéns pelo post, vou compartilhar, beijinhosssssss

    ResponderExcluir
  5. oi!
    Nossa que triste, tomara que a Funk e Rayssa encontrem logo uma familia... Essa pandemia esta muito dificil para todos nós.

    ResponderExcluir
  6. com certeza merecem uma chance de terrem um lar e serem amadas! Que encontrem o quanto antes uma família que as receba com muito amor!

    ResponderExcluir
  7. Não consegui terminar de ler sem as lágrimas rolar,eu sou apaixonada por animais,tenho 7 gatos é como se fosse meus filhos,que triste vou ajudar a compartilhar com toda certeza.

    ResponderExcluir
  8. O coração realmente fica apertado quando ouvimos uma história assim. Nós que amamos e conhecemos os animais sabemos bem o quando essas cadelinhas estão sofrendo a ausência de suas donas. Minha filhotinha aqui tem 17 anos e inúmeros problemas da idade, sem contar que ficou cega e surda, mas damos o mesmo (ou até maior) carinho do que no dia em que chegou com 3 meses de idade. Desejo imensamente que elas encontrem alguém que as ame, de preferência juntas. Ajudar um bichinho assim, é ajudar a si próprio. O amor que eles nos dão não há dinheiro que pague. Obrigado por ter essa atitude e empenho em ajudá-las.

    ResponderExcluir
  9. É uma história muito triste mesmo. Poxa.. Infelizmente os animais sentem muita falta de seus donos ainda mais quando cuidam bem deles.
    Uma pena que já tenho 04 babys aqui. Se nao eu bem que adotava as duas. Tentem divulgar em grupos de adoçao.no facebook.
    Bjus❤😘

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário.
Deixe seu o link do seu blog,página ou canal para que eu possa retribuir.Volte sempre.