segunda-feira

A ONDA

 Quando eu era criança,tínhamos um vizinho que todos os dias, passava na rua trazendo livro embaixo do braço. Não importava onde fosse, indo para o trabalho ou voltando pra casa, lá estava ele e seu livro. E não era o mesmo livro, toda semana era um novo, com capas de cores diferentes, ora lisas,ora coloridas. Dava para ver que se orgulhava de andar para lá e para cá com esses livros. Toda a vizinhança notava o estranho hábito, pois a maioria ali, mal sabia ler ou podia comprar um livro, imagina tantos assim. 


Todos ficavam imaginando como devia ser a casa dele. Certamente, tinha uma estante enorme, talvez fosse um professor ou escritor mas o certo é que devia ser muito culto para ler tanto. Muitos se sentiam mal com essa atitude que parecia puro exibicionismo para mostrar que era

sábado

O CORAÇÃO DA MATA

 Depois de assistir a primeira temporada da série A CIDADE INVISÍVEL não deu para ficar só na expectativa da segunda temporada.

Tive que sair em busca de mais mais histórias sobre o assunto da série, encontrei muita informação, literatura e muitas, muitas histórias incríveis sobre o nosso rico folclore.

Já separei alguns livros para ler e comecei com um pequeno, apenas 199 páginas,  mas que foi uma deliciosa aventura por florestas e seres que nelas habitam.

Para começar essa caminhada, trouxe um livro que devorei bem rapidinho.


quarta-feira

DUAS BONECAS,FOFURAS EM DOBRO

 Adoro fazer bonecas, sempre é um desafio.

O artesanato é único, ao contrário do produto manufaturado ele permite que o artesão coloque vida nas peças.

Cada arte feita à mão acreditem, nunca é igual a outra. Mesmo usando os mesmos materiais ou receitas. ssempre vai ter diferenças, nossas mãos não conseguem fazer duas peças identicas e é isso que valoriza o trabalho manual.

A certeza de que quem adquire estará levando um pouco da habilidade de quem faz.

Isso é fantástico não acham?


As mais visitadas